Tag: cooperazione

Fortalecimento das Cooperativas Leiteiras em Moçambique com CEFA e Granarolo

A Coopermondo continua seu compromisso em Moçambique ao lado do CEFA na província de Sofala, como parte do projeto “Segurança alimentar: fortalecimento do setor agropecuário nas províncias de Gaza e Sofala – SALsA”.

Com o objetivo de apoiar o organismo líder no fortalecimento do movimento cooperativista e do associacionismo de base, a primeira missão foi realizada de 10 a 28 de julho de 2019 pela Dra. Rosa Tolla, que produziu uma análise do estado operacional e estrutural das três cooperativas de produção de leite da província de Sofala incluídas no projeto, localizadas em Dondo, Ceramica e Nhangau. Por esta razão a realização das atividades ocorreu principalmente no campo, alternando as visitas entre os locais das cooperativas mesmas e as instalações privadas de produção dos associados.
Coopermondo recorreu novamente à colaboração da AMPCM-Associação Moçambicana pela Promoção do Cooperativismo Moderno, pelo apoio na análise e pela estruturação de um plano de treinamento trienal, propondo novas ferramentas capazes de conscientizar os beneficiários do potencial real da empresa cooperativa .

Em Cabo Verde, formando cooperadoras e cooperadores nas comunidades de Ribeira dos Saltos

No âmbito do acordo assinado com o Poser – Programa governamental para a Promoção das Oportunidades Sócio-económicas Rurais, de 1 a 14 de fevereiro realizou-se na ilha de Santiago em Cabo Verde, a segunda missão de COOPERMONDO.
Com base numa abordagem de tipo participativa de bottom-up, a missão foi organizada a partir de um diagnóstico antropológico realizado da dra Rosa Tolla, deslocada-se para a área rural do Município de Santa Cruz em novembro de 2018. Tendo estabelecido um contato direto com a comunidade de Ribeira dos Saltos, a presença da antropóloga nessa fase foi fundamental para a mediação no campo e para elaborar uma estratégia de trabalho adequada à estrutura social.
Dirigidas pela dra Noemi Spagnoletti, foram realizadas 7 sessões de treinamento usando a metodologia Think.Coop promovida pela International Labour Organization (ILO), através da qual são analisados de forma participativa os princípios cooperativos e como decidir se a empresa cooperativa pode ser vantajosa para melhorar o trabalho e a renda. No caso específico, o manual foi traduzido em português para conseguir na capacitação de 15 técnicos locais, dos quais uma parte teve logo a oportunidade de treinar em crioulo um total de 40 beneficiários (entre mulheres, homens e jovens agricultores).
Em paralelo, a coleta de dados etnográficos estendeu a rede de contatos tecida com as comunidades rurais do município de Santa Cruz. Nesta ocasião, foi dada prioridade ao aprofundamento das condições de trabalho e ao estado de atividade de algumas associações e cooperativas da mesma área. A enorme dificuldade que os produtores enfrentam e que dificulta as condições de trabalho é a falta de água devida à grave seca que afetou o país por cerca de cinco anos. Uma primeira analise dos dados etnográfico evidencia que abordar o problema em grupos constitui um sólido apoio moral para as comunidades rurais.
“Cooperativa é uma oportunidade de transformar uma pequena coisa em uma grande coisa. Unidos somos mais forte!” – agricultor da cooperativa COOPARP.